O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) português confirmou esta terça-feira à agência Lusa que o corpo encontrado segunda-feira junto à sua residência, na República Checa, era do estudante português que estava desaparecido desde a madrugada de sábado.

Segundo alguns colegas e amigos, o jovem esteve alegadamente desaparecido desde a madrugada de sábado, após a ida a uma discoteca e de ter sido visto a entrar no apartamento, por volta das 05:00.

Os amigos contactaram as autoridades locais no domingo a dar conta do desaparecimento, após se aperceberem que este não era visto desde que entrara no apartamento, na madrugada de sábado.

Segundo o MNE português, “as autoridades policiais da República Checa confirmaram à embaixada de Portugal em Praga a identidade do corpo encontrado ontem [segunda-feira] junto ao local de residência do cidadão nacional desaparecido durante o fim de semana”.

A mesma fonte adiantou que o embaixador de Portugal naquele país já se encontrou com os familiares do jovem. Estão em Pilsen elementos da embaixada e da secção consular, a fim de prestarem o apoio necessário às autoridades checas e à família do cidadão nacional que morreu, adianta o ministério.

Segundo a imprensa local, que cita testemunhas, o estudante português foi encontrado morto numa claraboia no prédio onde habitava, na cidade Plzen.

De acordo com o jornal checo Krimi Plzen, o corpo encontrado é o do estudante português de medicina, de 19 anos. O jovem morava num apartamento no último andar do prédio.

/ NM