Uma mulher com idade "entre os 65 e 70 anos" foi encontrada, esta sexta-feira à noite, em plena auto-estrada A41, no sentido Picoto-Espinho. A mulher estava em plena via e apresentava ferimentos "muito graves". 

De acordo com fonte policial, o alerta foi dado por um condutor para a PSP de Espinho, que, por sua vez, comunicou o caso à GNR, por ser a área de atuação da guarda. 

A mulher estaria em plena faixa de rodagem, junto à berma, sem qualquer veículo perto de si. O local é de difícil acesso a peões.

Estão ainda por apurar as circunstâncias em que a mulher apareceu, naquelas circunstâncias, em plena auto-estrada. No local, esteve uma equipa de investigação de acidentes da GNR a recolher vestígios, mas "para já, não encontrou vestígios de acidente". Por isso, e dadas as "circunstâncias estranhas", a Polícia Judiciária foi chamada a investigar o caso.

O INEM registou o caso como atropelamento. No socorro à vítima, esteve uma VMER de Gaia e os bombeiros de Lourosa.

A mulher estava "insconsciente", em estado "muito grave" e foi trasportada para o Hospital Santos Silva, em Gaia.

Manuela Micael / Atualizada às 22:44