Um homem morreu esta quinta-feira na sequência do despiste do automóvel em que circulava na “rampa de acesso” ao parque de estacionamento do hospital Pedro Hispano, Matosinhos, confirmou uma fonte do CDOS do Porto à TVI24.

O carro embateu num poste que, por sua vez, caiu sobre a linha do metro. A circulação esteve condicionada, mas já foi retomada a normalidade.

De acordo com os bombeiros de Leixões, a vítima é um homem de 76 anos.

O alerta foi dado pelas 13:40. No local estiveram a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital Pedro Hispano, os bombeiros de Leixões, os de Matosinhos-Leça e a PSP. No total, dez homens e quatro viaturas.

O homem poderá ter sofrido uma doença súbita, adiantou a unidade hospitalar. Em comunicado, a Unidade Local de Saúde de Matosinhos (ULSM), onde se integra o hospital, explicou que o homem poderá ter sofrido uma síncope cardíaca, tendo-o feito perder o controlo da viatura.

Esta [viatura] galgou os limites do parque, caindo na zona inferior do acesso ao parque dos funcionários, embatendo na vedação que limita o espaço do hospital e a linha de metro”, acrescentou.

A unidade de saúde referiu que quando os meios de socorro chegaram ao local, a vítima já estava em paragem cardiorrespiratória, tendo sido declarado o óbito no local.

O corpo foi transportado para o Instituto de Medicina Legal, frisou.

Ao que foi possível apurar até ao momento, a vítima, um homem de 76 anos, natural da Póvoa do Varzim, deslocou-se ao hospital para trazer a esposa a uma consulta”, adiantou na nota.

A mulher, que se encontrava nas instalações da consulta externa, foi acompanhada pela equipa de psicologia, salientou.

O Conselho de Administração da ULSM manifestou ainda as suas “sentidas condolências” à família.