Sete praias da frente urbana da Póvoa de Varzim, no distrito do Porto, foram hoje interditadas a banhos, devido a valores microbiológicos acima dos parâmetros de referência, anunciou o Autoridade Marítima Nacional (AMN).

Segundo a AMN, a decisão decorre de análises feitas no local pela Agência Portuguesa do Ambiente, que classificou a água do mar imprópria para banhos, precipitando que o capitão do Porto da Póvoa de Varzim mandasse hastear a bandeira vermelha, nos areais, ao início da tarde.

Em causa estão as praias da Salgueira, Azul, Verde, dos Beijinhos, Lada, Lagoa-II e do Hotel, na parte urbana norte da Póvoa de Varzim, que se manterão interditas a banhos até nova avaliação Agência Portuguesa do Ambiente, que vai continuar a monitorizar a situação.

Caso as novas análises mostrem que os valores microbiológicos regressaram aos parâmetros normais, a interdição será levantada.

A ação está a ser articulada entre a Capitania do Porto e o Comando Local da Polícia Marítima da Póvoa de Varzim, a Autoridade de Saúde Regional, a Agência Portuguesa do Ambiente e a câmara municipal.

A agência Lusa tentou, sem sucesso, obter uma reação do município.

/ PP