Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram nos primeiros três meses do ano 97 mortos, menos 13 do que em igual período de 2016, indicam dados esta terça-feira divulgados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

A ANSR, que reúne informação da PSP e da GNR, adianta que, entre 01 de janeiro e 31 de março, registaram-se 30.152 acidentes rodoviários, menos 1.132 do que em idêntico período de 2016, quando ocorreram 31.284.

De acordo com a Segurança Rodoviária, os distritos com o maior número de mortos são Porto e Setúbal (14) e Lisboa e Santarém (13), Faro (nove) e Aveiro (oito).

Em Vila Real e em Leiria não se registou qualquer vítima mortal este ano em consequência dos acidentes, segundo os dados.

A ANSR indica também que 423 pessoas ficaram feridas com gravidade, menos 36 em igual período do ano passado.

Os acidentes rodoviários provocaram ainda este ano 8.604 feridos ligeiros, menos 611 do que em igual período de 2016.

Na última semana (22 a 31 de março), foram registados pela PSP três mortos e 11 feridos graves.

A GNR detetou na última semana cinco mortos e 51 feridos graves em acidentes rodoviários.

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.