A Polícia Judiciária deteve uma mulher de 37 anos por suspeita de tentativa de homicídio de um bebé de nove meses. 

Em comunicado, a PJ refere que a suspeita, uma ama, "exercia a actividade remunerada, mas de forma ilegal, na sua residência, situada numa das freguesias da periferia norte da cidade de Aveiro, sendo a vítima uma das crianças de quem cuidava, um bebé com nove meses de idade". 

A conduta criminosa da detida enquadra o designado síndrome do bebé abanado, também conhecido por “shaken baby syndrome” , que habitualmente está associado à irritação gerada pela impotência de suster o choro incessante de uma criança de tenra idade. Consiste em segurar o bebé pelo tronco ou pelos braços, comprimindo-o lateralmente e abanando-o com violência, em movimentos bruscos consecutivos para trás e para a frente", explica a nota da PJ.

As autoridades revelam que a bebé deu entrada nas urgências em estado muito grave no início do mês de julho, com um traumatismo craniano. Os médicos duvidaram de que as lesões tivessem sido acidentais, conforme lhes foi comunicado, tendo comunicado as suspeitas às autoridades. 

Para além disso, os demais exames clínicos realizados durante o internamento, que ainda se mantém, permitiram verificar a existência de lesões em diversas fases de evolução" da criança, refere a nota da PJ. 

 A detida já foi presente a tribunal e ficou em prisão preventiva. 

Bárbara Cruz