A GNR deteve um homem e uma mulher por violação do confinamento obrigatório a que estavam sujeitos, no âmbito da pandemia de covid-19, em Vale de Cambra, distrito de Aveiro, informou esta terça-feira aquela força militar.

"No decorrer de ações de policiamento destinadas a verificar o cumprimento do confinamento obrigatório, os militares da Guarda, no dia 26 de setembro, deslocaram-se à residência de um homem de 62 anos, onde verificaram que este se tinha ausentado do domicílio, violando a medida determinada pelas autoridades de saúde", revela a GNR numa nota de imprensa.

Após contacto com o infrator, a GNR apurou que este se encontrava no interior de um estabelecimento de restauração e bebidas, na localidade de São Pedro de Castelões, no mesmo concelho.

Numa outra situação, na segunda-feira, os militares verificaram que a mulher, de 61 anos, não se encontrava na sua residência, tendo sido localizada na localidade de Ossela, no concelho de Oliveira de Azeméis.

"Em ambas as ocorrências, após garantido o regresso às respetivas residências, os suspeitos foram detidos e constituídos arguidos, tendo os factos sido remetidos ao Tribunal Judicial de Vale de Cambra", refere a mesma nota.

A violação do confinamento obrigatório constitui crime de desobediência, sendo punível com pena de prisão até um ano e quatro meses ou pena de multa até 160 dias.

 A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.957 pessoas dos 74.029 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ LF