A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro deteve um homem, de 40 anos, por fornecer de forma ilegal sinal de TV cabo a cerca de 400 utilizadores, através do sistema de 'cardsharing', informou esta sexta-feira aquele órgão de polícia criminal.

O indivíduo, que atuava a partir de Albergaria-a-Velha, é suspeito da prática dos crimes de burla informática agravada, acesso ilegítimo, detenção e venda de equipamentos protegidos, usurpação de direitos de autor e fraude fiscal.

Em comunicado, a PJ esclarece que o detido mantinha em funcionamento “uma estrutura própria, ilícita, de disponibilização do serviço protegido de TV, angariando os clientes, vendendo equipamentos especialmente adulterados para a receção do sinal codificado, disponibilizando os acessos e recebendo os pagamentos acordados”.

De acordo com os investigadores, esta estrutura compreendia servidores instalados fora do território nacional, na Alemanha e Itália.

A PJ adianta que com este procedimento, cerca de quatro centenas de clientes acedia ilegitimamente ao sinal de TV pago sem que os operadores recebessem o preço devido, em prejuízo destes e das Finanças, pela não liquidação das correspondentes receitas tributárias.

No decurso de buscas efetuadas, foram apreendidos um sistema informático dedicado ao controlo dos acessos efetuados pelos “clientes” aos servidores dedicados ao 'cardsharing' e cerca de três dezenas de 'set-top-box', de receção do sinal satélite, adulteradas para disponibilizar o acesso ao sinal protegido.