A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro deteve em flagrante delito um homem de 29 anos suspeito de ter abusado sexualmente de uma criança de 10 anos, filha da sua companheira, informou esta segunda-feira aquele órgão de polícia criminal.

Em comunicado, a PJ esclarece que o suspeito, um operário fabril residente numa das freguesias da periferia norte da cidade de Águeda, terá sujeitado a menor a "atos sexuais de relevo", para além de manter "práticas exibicionistas" perante a mesma.

A Judiciária refere ainda que o suspeito está "fortemente" indiciado pela prática do crime de pornografia de menores, consubstanciado na obtenção e partilha, através da Internet, de ficheiros multimédia (vídeo e imagem) retratando ou em que são intervenientes crianças.

O suspeito desenvolvia a sua atividade delituosa usando programas de partilha (P2P) e recorrendo a sites da internet cuja entrada apenas consegue ser obtida na designada 'dark web', que se caracteriza, principalmente, pela garantia de anonimato, pelo acesso restrito a utilizadores da rede TOR e ainda pelos seus vastos conteúdos ilícitos", refere a mesma nota.

Durante uma busca à casa do suspeito, foram apreendidos os equipamentos informáticos utilizados na sua atividade delituosa e ficheiros multimédia daquela natureza.

Ainda segundo a PJ, o detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de apresentações semanais do posto policial da área de residência, proibição de acesso a conteúdos de pornografia infantil na internet, proibição de contactos com menores e obrigação de tratamento psiquiátrico.

Agência Lusa / RL