Dois jovens suspeitos de terem roubado sob ameaça de arma branca vários alunos na via pública, em Aveiro, nos últimos três meses, gerando alarme social, vão aguardar o desenrolar do processo em prisão preventiva, informou, esta quinta-feira, fonte policial.

Segundo um comunicado da PSP, os dois jovens de 16 e 18 anos foram presentes, esta quinta-feira, a primeiro interrogatório judicial, no Departamento de Investigação e Ação Penal de Aveiro, tendo-lhes sido decretada a medida de coação mais gravosa.

Os dois jovens foram detidos na terça-feira, no cumprimento de mandados de detenção emitidos por autoridade policial, fora do flagrante delito.

Nos últimos três meses, esta dupla terá roubado vários estudantes universitários e do ensino secundário, em vários locais desta cidade, tendo a PSP reunido provas que diretamente os responsabilizam pela prática de 11 crimes da mesma natureza.

Os suspeitos, para a consumação de alguns dos roubos, empunhavam facas e navalhas, com as quais coagiam as vítimas a entregar o dinheiro e outros bens na sua posse, bem como os obrigavam a deslocar-se a caixas de multibanco, para procederem ao levantamento de quantias de dinheiro”, refere a mesma nota.

A PSP salienta que a prática destes ilícitos estava a criar um alarme social na comunidade aveirense, em especial nos alunos que tinham de transitar pelos referidos locais.

De referir que, a par das diligências de investigação desenvolvidas, a PSP reforçou as ações de prevenção e vigilância nos locais indicados, através do destacamento de equipas policiais, fardadas e à civil, com vista a garantir a segurança da comunidade estudantil e procurar a interceção dos suspeitos.