O Tribunal de Barcelos aplicou pulseira eletrónica a um homem de 48 anos suspeito de violência doméstica sobre a companheira, revelou hoje a GNR.

Em comunicado, a GNR refere que o suspeito terá começado há três anos a agredir verbal e psicologicamente a companheira, um comportamento que se intensificou nos últimos meses.

No seguimento das diligências policiais, foi cumprido um mandado de detenção e ainda realizadas duas buscas em veículo e garagem, que culminaram na apreensão de três armas de fogo e sete munições de vários calibres.

Presente a tribunal, o suspeito ficou proibido de contactar por qualquer meio com a companheira e de se aproximar da residência e do seu local de trabalho, sendo controlado por pulseira eletrónica.

/ BC