Nove barras de Portugal continental estão esta sexta-feira fechadas à navegação e outras quatro condicionadas devido à previsão de agitação marítima forte, segundo a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

As barras marítimas de Caminha, Vila Praia de Âncora, Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Aveiro, Figueira da Foz, S. Martinho do Porto e Ericeira estão fechadas a toda a navegação.

De acordo com a AMN, as barras marítimas de Viana do Castelo, Leixões, Douro e Lagos estão condicionadas.

Por causa da agitação marítima, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob aviso laranja toda a costa portuguesa (Viana do castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro) até às 15:00, passando depois a aviso amarelo até às 00:00 de sábado.

Estão previstas ondas de noroeste com 5 a 7 metros, podendo atingir 14 metros de altura máxima.

Também a costa norte da Madeira está sob aviso laranja até às 12:00, passando depois a amarelo até às 06:00 de sábado por causa da agitação marítima forte, prevendo-se ondas de norte com 5 a 6 metros podendo atingir 10 metros de altura máxima.

A Madeira está ainda sob aviso amarelo devido à previsão de vento forte com rajadas até 80 quilómetros por hora entre as 23:38 de hoje e as 03:00 de sábado.

O aviso laranja, o terceiro numa escala de quatro, aplica-se a situações meteorológicas de risco moderado a elevado, enquanto o aviso amarelo traduz situações de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Termómetros a chegar aos 0 graus

Além do mau tempo que se faz sentir, sobretudo no litoral do país, o frio também vai ser uma constante nesta sexta-feira. A temperatura mais alta é de apenas 16 graus, em Faro, enquanto nenhum dos outros distritos deve passar dos 13 graus.

No interior norte os termómetros vão mesmo chegar aos 0 graus, como é o caso da Guarda, onde a máxima é de apenas 5 graus, pelo que há a possibilidade de novos nevões.

Lisboa e Porto não deverão passar dos 13 graus de máxima.