Rodrigo, que ficou conhecido como o bebé sem rosto, já consegue mamar e respirar sozinho, 14 dias depois de ter nascido com um prognóstico reservado, desafiando todas as expectativas.

A TVI apurou junto de fonte familiar que o menino, que nasceu sem nariz, olhos e parte do crânio, malformações que não foram detetadas pelo médico Artur Carvalho, que realizou as ecografias, já não precisa de sonda para se alimentar, mas ainda apresenta grandes dificuldades a respirar.

Rodrigo também já respira sem qualquer suporte de ventilação, mas, diz a família, são notórias as dificuldades em respirar.

No fim de semana, os pais, Marlene e David, partilharam duas fotos de Rodrigo nas suas contas no Facebook.

Recorde-se que, esta terça-feira, o conselho disciplinar da Ordem dos Médicos vai avaliar os cinco processos pendentes contra o obstetra do Hospital de Setúbal.

O médico Artur Carvalho não foi convocado.