A companhia aérea portuguesa “Hi fly” utilizou pela última vez o Airbus A380 esta quinta-feira, o maior avião de passageiros do mundo. Na despedida, deixou uma mensagem muito especial.

Em novembro, a empresa anunciou a decisão e justificou-a com a redução da procura provocada pela pandemia de covid-19. Já em julho a Hi Fly tinha tentado adaptar a aeronave, com capacidade para 471 pessoas, às novas condições de mercado, modificando-a para que pudesse transportar mais carga.

O último voo, com partida de Beja, teve destino a Toulouse, em França. Ao longo da trajetória, o avião desenhou nos céus um rasto com a forma de um coração.

Em todo o mundo, apenas 15 companhias aéreas já operaram o Airbus A380. Em Portugal, só Beja tinha condições para o receber, já que as grandes dimensões do avião não permitiam que aterrasse nos outros dois aeroportos do país.

João Faria