A ministra do Orçamento belga, Sophie Wilmès, uma liberal francófona de 44 anos, foi nomeada este domingo pelo rei primeira-ministra interina, tornando-se a primeira mulher a ocupar o cargo na Bélgica.

Sophie Wilmès vai suceder a Charles Michel e a sua nomeação foi anunciada após ter sido recebida pelo rei Philippe.

Wilmès será substituída na pasta do Orçamento pelo deputado do Movimento Reformista David Clarinval.

A Bélgica está sem um governo em plenas funções desde dezembro de 2018. As negociações para formar uma nova coligação governamental registaram poucos avanços após as legislativas de 26 de maio.

Entre 2010 e 2011, o país esteve um período de 541 dias sem um governo em exercício, um recorde.

Charles Michel, de 43 anos, chefiava o governo desde 2014. Foi escolhido em julho pelos dirigentes da União Europeia para suceder a Donald Tusk como presidente do Conselho Europeu, cargo que deve ocupar a partir de 01 de dezembro.