“Quero deixar uma palavra de natural repúdio relativamente a todo e qualquer tipo de violência que ocorra em torno do fenómeno desportivo. É preciso banir a violência do desporto”, disse Luís Marques Guedes, à margem da cerimónia de tomada de posse dos árbitros do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), na sede do Comité Olímpico de Portugal (COP), em Lisboa.


“É importante que todas as manifestações desportivas sejam devidamente programadas, pensadas e realizadas por forma a tentar minimizar o mais possível a ocorrência dessas situações de violência. É preciso que todos trabalhemos para banir a violência em torno do fenómeno desportivo”, reafirmou.