O Bloco de Esquerda (BE) anunciou hoje que vai fazer uma interpelação ao Governo a 21 de junho onde irá pedir esclarecimentos aos ministros da Saúde e Educação e reclamar mais investimentos nestas áreas.

Queremos no dia 21 de junho interpelar o ministro da Saúde [Adalberto Campos Fernandes] e da Educação [Tiago Brandão Rodrigues] sobre escolhas fundamentais que um Governo apoiado pelo BE deve ter na defesa dos serviços públicos, da escola, do Serviço Nacional de Saúde (SNS)", disse hoje o líder parlamentar bloquista, Pedro Filipe Soares, no primeiro de dois dias de jornadas parlamentares do partido, que decorrem no Algarve.

O líder da bancada do BE falava à margem de uma visita ao Centro de Medicina Física e de Reabilitação do Sul, em São Brás de Alportel, uma das várias unidades que ainda não recuperou dos cortes no SNS e que carece de mais investimento e profissionais.

O centro de reabilitação, sublinhou, é atualmente um "espelho do que aconteceu no SNS nos últimos anos", havendo "menos profissionais e um SNS que ainda não recuperou dos cortes da ‘troika'" aplicados durante o executivo PSD/CDS-PP.

Pedro Filipe Soares apontou também críticas ao atual executivo, pedindo maior investimento e prometendo fazer ‘pressão’ nas áreas da Saúde e Educação na negociação do Orçamento do Estado para 2018.

"Há uma necessidade de investimento no momento atual", defendeu, garantindo que a interpelação ao executivo a 21 de junho é um momento oportuno, pois é importante "antes do final da sessão legislativa" definir as prioridades do Orçamento para o próximo ano.

O BE iniciou hoje jornadas parlamentares na região do Algarve para os deputados debaterem o combate às assimetrias regionais e a valorização dos serviços públicos.

Os trabalhos dos 19 deputados arrancaram esta manhã com uma visita à DocaPesca de Portimão, e depois a líder do partido, Catarina Martins, deu uma conferência de imprensa também nesta localidade algarvia.

De tarde, os parlamentares dividem-se por localidades como Loulé, Silves, Faro ou Olhão, onde visitarão escolas e unidades de saúde.

As organizações representativas dos trabalhadores do aeroporto de Faro, por exemplo, serão escutadas também pelo partido.

O último dia das jornadas, no sábado, será marcado pela marcha na Estrada Nacional 125, que antecede uma conferência de imprensa de Pedro Filipe Soares, onde deverão ser apresentadas propostas legislativas do partido.