Portugal regista mais duas mortes e 418 novos casos, de acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta quinta-feira.

O total de óbitos passa a ser de 1.829, sendo que há 59.051 casos confirmados desde o início da pandemia. O último balanço dá ainda conta de mais 194 doentes recuperados, num total de 42.427.

O número de doentes internados voltou a descer, sendo que 334 pacientes estão hospitalizados (menos três). Em sentido contrário, os internamentos em unidades de cuidados intensivos subiu para 44 (mais três).

Relatório de situação de covid-19 em Portugal

A região de Lisboa e Vale do Tejo registou 207 casos (49,5% do total). Foi também nesta região que foram confirmadas as duas vítimas mortais das últimas 24 horas.

A região Norte regista mais 177 novos casos, somando agora um total de 21.302, com 849 mortos.

Na região Centro registaram-se mais sete casos, num total de 4.860, com 253 mortos contabilizados desde o início da pandemia.

No Alentejo foram registadas mais três infeções, totalizando 952 casos e 22 mortos desde o início da infeção.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 18 casos de infeção por covid-19, totalizando agora 1.141 casos e 17 mortes desde o início da pandemia.

Os Açores registaram mais dois casos nas últimas 24 horas, num total de 216, mantendo os 15 mortos, e a Madeira mais quatro casos, contabilizando 165 infeções de covid-19, sem qualquer óbito desde o início da pandemia.

A DGS avança também que nas últimas 24 horas 194 doentes recuperaram, totalizando 42.427 as pessoas dadas como recuperadas desde o início da pandemia em Portugal.

Segundo o boletim, estão atualmente em vigilância 34.197 doentes, mais 283 face a quarta-feira.

O número de internados desceu para 334 (menos três) e o de doentes em internamento nas Unidades de Cuidados Intensivos subiu para 44 (mais três).

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

No total, o novo coronavírus afetou em Portugal pelo menos 26.592 homens e 32.459 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 921 eram homens e 908 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

A pandemia do coronavírus, que provoca a covid-19, já provocou pelo menos 863.679 mortos e infetou mais de 26 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

António Guimarães