Portugal regista esta quinta-feira mais 252 casos de Covid-19 e 14 mortes, segundo o relatório de situação divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). No total, o país contabiliza agora 29.912 casos (+0,8%) e 1277 (+1,1) óbitos. Os casos recuperados mantêm-se nos 6452, sem alterações em relação ao dia anterior. Aguardam-se os resultados laboratoriais para 2.125 testes. 

Há 608 doentes internados, 92 em unidades de cuidados intensivos.

A recuperar em casa estão 21.575 pessoas.

Segundo o relatório da DGS, o Norte é a região com mais casos, 16.540, e mortes, 717. No Centro registam-se 3.662 casos e 232 óbitos, Lisboa e Vale do Tejo conta 8.878 casos e 297 mortes, o Alentejo tem 250 infetados e um óbito,  o Algarve regista 357 casos e 15 mortes. 

Os Açores registam 135 casos e 15 vítimas mortais. Na Madeira há 90 casos e nenhuma morte.

Quanto à caraterização dos óbitos ocorridos, regista-se uma morte na faixa etária dos 20 aos 29 anos, 13 óbitos entre os 40 e os 49 anos, 40 mortes na faixa etária dos 50 aos 59 anos, 113 mortes entre os 60 e os 69 anos, 246 vítimas mortais entre os 70 e os 79 anos e 864 mortes em doentes com mais de 80 anos.

Segundo os dados da Direção-Geral da Saúde, 653 vítimas mortais são mulheres e 624 são homens.

Os dados da DGS precisam que o concelho de Lisboa é o que regista o maior número de casos de infeção pelo novo coronavírus (2.076), seguido por Vila Nova de Gaia (1.529), Porto (1.336) Matosinhos (1.250), Braga (1.199) e Gondomar (1.065).

Desde o dia 01 de janeiro, registaram-se 303.811 casos suspeitos. Há 271.774 casos em que o resultado dos testes foi negativo.

Do total de infetados, 17.431 são mulheres e 12.481 são homens.

A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (5.059), seguida da faixa dos 50 aos 59 anos (4.030) e das pessoas com mais de 80 anos (4.379 casos).

Há ainda 4.416 doentes com idades entre 30 e 39 anos, 3.752 entre os 20 e os 29 anos, 3.323 entre os 60 e 69 anos e 2.451 com idades entre 70 e 79 anos.

A DGS regista também 547 casos de crianças até aos nove anos e 955 de jovens com idades entre os 10 e os 19 anos.

De acordo com a DGS, 40% dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse, 29% febre, 21% dores musculares, 19% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e 12% dificuldade respiratória. Esta informação refere-se a 90% dos casos confirmados.

A pandemia do novo coronavírus, que teve origem em dezembro, na cidade chinesa de Wuhan, já matou mais de 328 mil pessoas e infetou mais de cinco milhões em todo o mundo.

Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados pelas autoridades de saúde.

Açores sem novos casos

Os Açores não registaram nas últimas 24 horas novos casos positivos de Covid-19 e há mais três recuperações de infeção pelo novo coronavírus, segundo revelou esta quinta-feira a Autoridade de Saúde Regional.

Em comunicado, a entidade informa que "as 670 análises realizadas nos dois laboratórios de referência da região nas últimas 24 horas não revelaram novos casos positivos de covid-19".

Registaram-se três novas recuperações de infeção por SARS-CoV-2, que correspondem a duas mulheres, com 64 e 90 anos, residentes no Pico e em São Miguel, e um homem, de 71 anos de idade, residente na ilha do Pico, acrescenta a autoridade.

De acordo com a Autoridade de Saúde açoriana, o caso recuperado de 90 anos, na ilha de São Miguel, "é oriundo da Estrutura Residencial para Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Nordeste".

Até ao momento, já foram detetados na Região um total de 146 casos de infeção, verificando-se 113 recuperados, 16 óbitos e 17 casos positivos ativos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19.

Os casos ativos dividem-se entre São Miguel (15), Graciosa (um) e Pico (um).

Bárbara Cruz / Com Lusa