Portugal registou nas últimas 24 horas 1.233 novos casos confirmados de infeção por covid-19 e morreram mais duas pessoas, de acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Há um total de pessoas 364 internadas, das quais 88 em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), onde entraram mais cinco doentes. Trata-se do número mais alto de internamentos com covid-19 desde 26 de abril, quando estavam internadas 365 pessoas.

A maior parte dos novos casos de infeção (804) foi diagnosticada na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo contam-se até agora 328.773 casos de infeção e 7.234 mortes com covid-19, uma das quais nas últimas 24 horas.

A região Norte tem hoje 196 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 343.006 casos de infeção e 5.361 mortes desde o início da pandemia, uma das quais nas últimas 24 horas.

Na região Centro registaram-se mais 81 casos, acumulando-se 120.772 infeções e 3.025 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 47 casos, totalizando 30.547 infeções e 971 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve o boletim de hoje revela que foram registados 73 novos casos, acumulando-se 22.852 infeções e 364 mortos.

A região Autónoma da Madeira registou doze novos casos, totalizando 9.815 casos e 69 mortes com covid-19 desde março de 2020.

Os Açores têm hoje 20 novos casos e contabilizam 5.863 casos e 33 mortos desde o início da pandemia.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 469.195 mulheres e 392.030 homens, mostram os dados da DGS, segundo os quais há 403 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 8.956 eram homens e 8.101 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.835.238 mortos no mundo, resultantes de mais de 176,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Lara Ferin / com Lusa