Um incêndio, que deflagrou na quarta-feira num no concelho da Maia, deixou três pessoas desalojadas e sete foram assistidas, no local, por inalação de fumo, disse esta quinta-feira à Lusa a PSP do Porto.

A mesma fonte acrescentou que "35 pessoas" foram afetados pelo incêndio, devido à "inalação de monóxido de carbono".

De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto, o incêndio deflagrou no terceiro piso de um edifício com cinco andares em Gueifães, no concelho da Maia.

O CDOS do Porto acrescentou, pelas 02:00, que todos os meios já tinham sido desmobilizados.

No local, chegaram a estar 40 operacionais, das corporações dos bombeiros voluntários de Moreira da Maia, de Pedrouços e de São Mamede Infesta, assim como a delegação da Maia da Cruz Vermelha Portuguesa, o Serviço Municipal de Proteção Civil da Maia, a PSP e a PJ, apoiados por 18 viaturas, entre as quais a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Centro Hospitalar Universitário de São João (Porto).

/ CE