O incêndio que deflagrou na tarde de sexta-feira numa área de mato no concelho de Odemira foi considerado dominado pelas 23:15 e a linha ferroviária do sul já foi reaberta, disse hoje à Lusa fonte da proteção civil.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja, o incêndio foi dado como dominado pelas 23:15.

O 2.ºcomandante operacional distrital no CDOS de Beja, José Horta, tinha indicado à agência Lusa que o fogo deflagrou às 13.41 e estava "a evoluir" na zona de Relíquias, perto da localidade de Franciscos de Baixo, concelho de Odemira, distrito de Beja, numa zona de eucaliptos e sobreiros.

José Horta tinha indicado ainda que a linha ferroviária do sul, que faz a ligação entre Lisboa e Faro estava interrompida e que a Estrada Municipal 1127, entre Pereiro Grande e Voltinha, estava cortada.

A mesma fonte tinha adiantado que não havia casas em risco e que dois idosos foram retirados de um monte por precaução.

Fonte do CDOS de Beja explicou à Lusa por volta das 00:15 que a linha ferroviária do sul já estava reaberta e que a Estrada Municipal 1127 ainda permanecia cortada.

No local, segundo a página da proteção civil, pelas 00:15 encontravam-se ainda 149 operacionais apoiados por 51 viaturas.

Durante a tarde, o incêndio chegou a ser combatido por oito meios aéreos, para além de mais de uma centena de operacionais sobretudo bombeiros de várias corporações dos distritos de Beja e de Faro.

/ AG - Notícia atualizada às 00:52 de dia 3 de julho