Mais de 200 operacionais continuam hoje a combater as chamas que deflagraram na manhã de terça-feira em Vade, Vila Verde, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga.

Segundo Hermenegildo Abreu, comandante distrital de Operações de Socorro de Braga, a aposta passa por um “combate musculado”, que pelas 11:50 mobilizava no terreno 278 operacionais, 88 meios terrestres e seis meios aéreos.

O vento continua forte, com rajadas que chegam a atingir os 50 quilómetros por hora, e esse tem sido um grande problema. Os acessos também são difíceis, mas o incêndio está a ceder aos meios”, acrescentou.

Disse ainda que não há habitações nem populações em risco.

É só mato”, referiu.

Fogo em Cinfães dominado

O incêndio que deflagrou na madrugada de hoje no concelho de Cinfães foi dominado pouco depois das 10:00, disse a Proteção Civil à agência Lusa.

O incêndio em mato, na freguesia de Moimenta, concelho de Cinfães, no distrito de Viseu, deflagrou pelas 03:24 e, ao início da manhã, as chamas eram combatidas por 110 homens, com o auxílio de 33 viaturas e dois meios aéreos, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu.

De acordo com a mesma fonte, os bombeiros pertenciam às corporações de Cinfães, Resende, Castelo de Paiva, Castro Daire, Armamar, Lamego e Santa Cruz da Trapa (São Pedro do Sul), e às 10:17 foi dado como dominado.