A linha de metro do Porto entre a Estação dos Verdes e o aeroporto Francisco Sá Carneiro esteve hoje interrompida devido à inundação de um túnel, mas a circulação regressou à normalidade ao início da tarde, disse à Lusa fonte oficial.

A circulação do metro esteve interrompida entre as 12:00 e as 14:30.

A Proteção Civil registou, até ao momento, 307 ocorrências no distrito do Porto e 41 em Braga devido ao mau tempo, sendo sobretudo relacionadas com carros submersos e inundações de estradas secundárias.

Leia também:

O comandante Pedro Araújo da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) fez às 16:30 um balanço das ocorrências relacionadas com a queda de chuva e que afetaram, essencialmente, estes dois distritos.

Segundo Pedro Araújo, os concelhos mais afetados no Porto são Maia e Matosinhos, onde há registo de várias estradas secundárias e veículos submersos pela água, bem como garagens e habitações inundadas.

O comandante da ANEPC referiu também que o acesso à porta principal de um centro comercial da Maia ficou inundado, o que está a impedir as pessoas de sair do local, estando neste momento a aguardar que a água baixe.

De acordo com a Proteção Civil, o túnel de Paranhos está também inundado.

Em Braga, a situação mais complicada foi ao final da manhã, em Vila Nova de Famalicão, onde o transbordo de uma linha de água provocou inundações em garagens e habitações e veículos submersos.

Pedro Araújo disse ainda que, neste momento, a chuva parou de cair no distrito do Porto, mas o número de ocorrências ainda está aumentar devido ao efeito dos escoamentos.

Chuva intensa causa inundações em Setúbal e no Alentejo

A chuva intensa que caiu esta tarde no distrito de Setúbal e no Alentejo provocou cerca de 20 inundações em habitações e vias públicas, sem causar danos pessoais.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal indicou à Lusa que no distrito foram registadas cerca de 10 inundações, até às 18:30, em habitações e vias públicas.

No distrito de Portalegre, de acordo com o CDOS, ocorreram sete inundações, sobretudo em vias públicas, cinco na cidade de Portalegre, uma no concelho do Crato e outra num estabelecimento hoteleiro, em Elvas.

Na cidade de Moura, no distrito de Beja, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro, foram registadas duas inundações em vias públicas.