A Polícia Judiciária (PJ) deteve seis suspeitos de pertencerem a um grupo ligado ao tráfico de droga que controla um «número não determinado» de pessoas que utilizam como «correios de droga» do Brasil para Portugal, anunciou esta terça-feira a PJ.



A PJ disse em comunicado que os detidos são os presumíveis autores de um plano para extorquir dinheiro ou produto estupefaciente a um «correio de droga», que não cumpriu com as regras implementadas pelo grupo criminoso, tendo recorrido ao seu rapto, mantendo-o em cativeiro, até que viesse a ser pago o montante do resgate exigido.

«Nessa acção criminosa, enquanto decorriam os contactos para a sua libertação, a vítima foi alvo de bárbaras e violentas agressões e amarrada, sendo mantida em cativeiro em condições deploráveis», descreveu fonte da PJ.

As detenções foram feitas na sequência de uma «importante operação» para localização e detenção de suspeitos da prática de crimes de rapto agravado, ofensas à integridade física qualificada, ameaças e detenção de armas proibidas, refere a PJ no comunicado.

Os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.
Redação / SC