A PJ deteve duas pessoas, mãe e filho, por alegadamente terem cometido 240 crimes de burla informática qualificada, abuso de confiança e furto.

Em comunicado, a Polícia Judiciária adianta que a mulher, aproveitando-se do facto de trabalhar na residência da vítima, usou indevidamente e sem autorização dados de três cartões de crédito da vítima para efetuar transferências, levantamentos e adquirir bens e serviços, bem como para se apropriar de vários artigos valiosos.

Segundo a PJ, a mulher, de 51 anos, utilizou os dados dos três cartões de crédito em colaboração com o filho, de 22 anos.

Aquela polícia adianta que os danos causados ascendem a um valor superior a 13.000 euros.

Os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.