A Guarda Nacional Republicana apreendeu esta quarta-feira 27 quilos de folha de tabaco e 460 cigarros, na área metropolitana do Porto.

No âmbito de uma investigação que decorria há cerca de oito meses, os militares da Guarda deram cumprimento a quatro mandados de busca, duas domiciliárias e duas em empresas, “onde detetaram a folha de tabaco já triturada e acondicionada em sacos de plástico, pronta a ser comercializada”, indica comunicado da Guarda.

No processo, foram identificadas duas pessoas, de 43 e 58 anos, por introdução fraudulenta do tabaco no consumo sem o pagamento do imposto tributário devido.

De acordo com fonte da GNR, a folha de tabaco apreendida daria para produzir 27 mil cigarros, sendo que o seu valor, juntamente com o valor dos cigarros apreendidos, ascende a 5.500 euros, “representando um prejuízo para o Estado, em sede de impostos, de aproximadamente 4.700 euros”.