Quando a gulodice bate à porta, são poucos os alimentos que sabem melhor do que um pedaço de chocolate. A crocância, o sabor, a forma como se derrete na boca, ou a simples capacidade de confortar um coração despedaçado fazem deste um alimento único, mas muitas vezes controverso, sobretudo no que toca à saúde.  

A boa notícia é que quem está de dieta - e não só - já pode reconsiderar a sua relação de amor-ódio com esta iguaria. 

Isto porque, segundo o que a nutricionista Catarina Lopes explicou à TVI24, o chocolate não é nenhum vilão e só traz benefícios à saúde, "desde que a percentagem de cacau presente no produto seja igual ou superior a 85%". 

A especialista garante que o consumo de chocolate (com estas características) "pode ajudar em algumas patologias, nomeadamente a hipertensão" e que o consumo de até "dois quadradinhos de chocolate por dia" não é prejudicial à saúde, exceto casos de quem sofre, por exemplo, de acne, eczemas ou compulsão alimentar. 

Catarina Lopes destacou, ainda, as propriedades "antioxidantes e energéticas do cacau" e o seu poder de "melhorar o humor e aliviar o stress", quando consumido nas doses certas. 

A lista de benefícios é longa e proporcional ao número de consumidores. A tendência é comprovada por Manuel Barata Simões, secretário-geral da Associação dos Industriais de Chocolate e Confeitaria de Lisboa (ACHOC) que, em declarações à TVI24, afirmou ter sentido um "ligeiro aumento de consumo de chocolate preto" no setor, precisamente pelo reconhecimento dos seus benefícios.

O secretário-geral da ACHOC referiu, ainda, que as estimativas apontam para que, no ano passado, o consumo de chocolate em Portugal tenha sido de 1.6 kg per capita. 

"O Chocolate em Lisboa"

E porque existem chocolates de todos os tipos e para todos os gostos, o Campo Pequeno, em Lisboa, prepara-se para ser palco de mais uma feira, cujo protagonista será o cacau. 

"O Chocolate em Lisboa" regressa à capital portuguesa esta quinta-feira e promete arrancar com um evento recheado de atividades de fazer crescer a água na boca. 

No total, serão quatro dias (de 1 a 4 de fevereiro) com demonstrações, animações e workshops com alguns dos mais prestigiados chefes e mestres chocolateiros (alguns deles com estrelas Michelin), que prometem fazer as delícias de qualquer paladar.

A quinta edição do evento vai reunir este ano 80 expositores, onde vai poder encontrar os melhores projetos artesanais de chocolate de conceituados chefs chocolateiros, de cozinha e pastelaria, "que mostrarão ao vivo a arte de trabalhar o chocolate em criações de assinatura".

Filipa Trigo, uma das responsáveis do evento, contou à TVI24 que as expectativas são altas, pelo que são esperados, nos 4 dias, um total de cerca de 26 mil visitantes. 

Vai uma receita?

E no meio de tanta conversa sobre chocolate, é certo que já lhe aguçámos o apetite. Por isso mesmo, deixamos aqui uma receita que promete deliciar miúdos e graúdos. 

Esta mousse de chocolate java com marmelada de framboesa é uma receita do chef Gabriel Campino, um dos convidados deste evento.

Mousse de chocolate Java:

375 g leite
13 g gelatina
600g chocolate de leite Java
600g de nata batida

Aquecer o leite com a gelatina, previamente demolhada em água fria, e adicionar ao chocolate e deixar arrefecer um pouco. Envolver a nata batida e colocar a mousse em moldes de meia esfera e congelar. Quando estiver congelada, desmoldar as mousses, e colocá-las no congelador.

Marmelada de framboesa:

160 g de pure de framboesa
80g de água
80 g de açúcar
4 g de agar agar

O primeiro passo aqui é ferver água e o puré. De seguida, adicionar o açúcar e o agar agar e deixar ferver, sem mexer com as varas cerca de 20 segundos. Colocar num tabuleiro de 5cm por 5cm. Quando estiver sólido cortar cubos de 1cm.
 

Cobertura de cacau:

120g de cacau
100g açúcar
12g gelatina
90g água
100g nata

Ferver tudo e adicionar a gelatina, previamente demolhada, em água fria.

Colocar as mousses numa rede, e com a ajuda de uma concha, cobrir as mousses com a cobertura.