Ainda há animais por resgatar num dos abrigos que arderam este domingo, na sequência do incêndio florestal que deflagrou na Serra da Agrela, em Santo Tirso. 

Ao que a TVI24 conseguiu apurar, segundo testemunhas no local, ao início da tarde desta segunda-feira estavam no Abrigo de Paredes alguns animais que terão fugido durante o incêndio na madrugada de domingo e que voltaram ao local depois de extintas as chamas, devido à fome e sede. Estarão feridos e desidratados. Serão pelo menos seis animais, entre os quais um cão com açaime, que o impede de se alimentar.

Nas redes sociais, tem sido feito o apelo a quem esteja nas imediações para auxliar no resgate dos animais que ali continuam. 

Um incêndio atingiu dois canis na freguesia de Agrela, em Santo Tirso, no Porto, e matou 54 animais este fim de semana, tendo 190 sido recolhidos com vida.

Uma petição a pedir “justiça pela falta de prestação de auxílio aos animais do canil cantinho 4 patas em Santo Tirso” reuniu, até às 13:20 desta segunda-feira, mais de 130 mil assinaturas.

Perante o avançar das chamas, dezenas de voluntários acorreram ao local para tentarem resgatar os animais de dois abrigos ali localizados.

Veja também: