Os termómetros vão passar os 30 graus esta semana, com quinta-feira, 20 de maio, a perfilar-se como o dia mais quente em todo o país.

As previsões são do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) que, apesar de alguns valores acima da média para a época, e que podem chegar a mais nove graus em Faro, disse à TVI não se justificar um aviso meteorológico.

O calor vai concentrar-se, essencialmente, entre Lisboa e Faro, com a capital a chegar aos 29 graus na quinta-feira, "mais seis graus" que o previsto, indicou a meteorologista Patrícia Marques, já que no Norte e Centro a chuva só se despede ao final da manhã de terça-feira.

Em Faro, depois de um domingo com 31 graus (bem acima dos 23 de média para a época), a tendência mantém-se "o resto da semana", com um tempo "mais quente e mais seco", mesmo a tempo do desconfinamento no Reino Unido, com o sul do país à espera dos turistas britânicos

O Porto, por exemplo, "vai chegar aos 24 graus", enquanto em Évora e Beja os termómetros atingem os "33 e 32 graus", respetivamente.

O calor dos próximos dias não está relacionado com a vaga prevista para os meses de verão de temperaturas acima dos 40 graus, mas sim com o suspeito do costume.

"O anticiclone a sul dos Açores movimentou-se na direção de Portugal continental trazendo mais calor até quinta-feira", indicou Patrícia Marques, sublinhando, porém, que maio costuma ser um mês "quente" ou, pelo menos, com vários dias quentes.

Na sexta-feira as temperaturas voltam a descer, gradualmente, o mesmo acontecendo no fim de semana, novamente por culpa do anticiclone dos Açores, que "sai do seu posicionamento".

Até domingo descem "quatro a cinco graus".

Catarina Machado