Os 11 moradores do prédio de habitação onde ocorreu na segunda-feira um incêndio em Campo de Ourique, em Lisboa, tiveram de ser realojados, após o edifício ficar sem condições de habitabilidade, informou a PSP.

Em declarações à agência Lusa, fonte do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP referiu que ainda se desconhecem as causas do fogo, devido ao qual “o imóvel ficou sem condições de habitabilidade completa”.

Na segunda-feira, o comandante do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa tinha já adiantado que o edifício ficou sem condições de habitabilidade para os 11 moradores após o fogo, que deflagrou na cobertura.

Segundo Tiago Lopes, esta terça-feira as autoridades iriam fazer vistorias e verificar as condições de habitação do imóvel.

O edifício onde se deu o incêndio tem 10 fogos, mas só sete estavam habitados, num total de 11 pessoas.

Tiago Lopes referiu na noite de segunda-feira que os moradores tinham sido contactados pelas entidades responsáveis e que na altura nenhum tinha necessidade de realojamento.

O incêndio, que deflagrou pelas 17:40, foi combatido por mais de meia centena de operacionais, ficou controlado pelas 18:30 e foi considerado em fase de resolução pelas 20:00. 

/ AM