Um homem, de 36 anos, foi detido na quarta-feira, por ser suspeito da prática de crimes de roubo qualificado a um motorista de táxi e a uma farmácia, estando em prisão preventiva, anunciou a PSP.

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, referiu que o homem foi detido através de um mandado de detenção fora de flagrante delito emitido pela autoridade da Polícia Criminal.

Segundo as autoridades, o homem é suspeito da prática de dois crimes de roubo a motoristas de táxis e de um roubo a farmácia, tendo os primeiros praticados nos dias 5 de fevereiro e 20 de março, na freguesia de Campolide.

O suspeito apanhava os táxis enquanto cliente e ao chegar ao destino pretendido, com uma faca de grandes dimensões, ameaçava os motoristas, subtraindo-lhes os bens, nomeadamente dinheiro e telemóveis.

As autoridades apuraram que o suspeito já se encontrava referenciado pela prática de três roubos consumados a farmácias na freguesia de Campo de Ourique, ocorridos entre o dia 8 de janeiro e o dia 11 de março.

O suspeito ter-se-á deslocado às farmácias e, sob ameaça, exigia aos funcionários o dinheiro da caixa registadora. No total dos três roubos o suspeito conseguiu roubar 543 euros, tendo nessa altura sido detido e presente a 1.º Interrogatório Judicial, sendo-lhe aplicada como a medida de coação apresentações periódicas às autoridades.

Agora, depois de novamente detido, quando presente às autoridades judiciais foi-lhe aplicada a prisão preventiva, sendo que a investigação continua pois a PSP tem “fortes indícios” de que o suspeito pode estar relacionado com outros crimes desta natureza que tiveram lugar num passado recente na zona de Lisboa.

/ AM