Quatro cidadãos estrangeiros foram detidos nos últimos dias pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas da prática do crime de tráfico de estupefacientes, avança aquela autoridade em comunicado enviado esta sexta-feira.

A detenção dos suspeitos occorreu na sequência de uma investigação que ainda decorre, e que tem como objetivo prevenir o tráfico de droga em território nacional.

Foram realizadas várias buscas domiciliárias e não domiciliárias no âmbito deste caso.

Segundo a PJ, foram apreendidos 492 pés de plantas de canábis sativa numa dessas buscas, que decorreu numa armazém industrial a sul de Lisboa.

[As plantas estavam] em diferentes estados de crescimento, divididos em quatro estufas autonomizadas, respetivos sistemas de aquecimento, extração de ar e ventilação, num processo altamente sofisticado de produção e acondicionamento em vácuo, para possível posterior exportação de liamba", acrescenta a nota.

Foram ainda apreendidos automóveis, telemóveis e armas  brancas, além de uma quantidade de canábis pronta para venda suficiente para a composição de pelo menos 12 mil doses individuais.

Os arguidos, com idade compreendidas entre os 25 e 48 anos, já foram presentes a tribunal, tendo sido decretada prisão preventiva para um deles, ficando os restantes sujeitos a apresentações periódicas.

António Guimarães