Apesar de ser o único a nível europeu o Centro da Mama do Hospital de São João opera em contentores desde que foi criado, em 2008.

Era suposto ser uma condição provisória, só que a crise veio atrasar a requalificação de que a unidade hospitalar estava a ser alvo.

Passaram 11 anos, mas nem por isso o serviço e o atendimento prestado no Centro da Mama deixa de ser reconhecido pela Sociedade Europeia de Especialistas em Cancro da Mama.

A equipa fixa do estabelecimento médico é constituída por 25 profissionais de saúde entre cirurgiões, enfermeiros, radiologistas, psicólogos, nutricionistas, oncologistas e radioterapeutas. São estes os principais responsáveis por este Centro de Mama ter uma distinção europeia pela excelência.

Este reconhecimento exige que 85% das pessoas operadas tenham feito biópsia e 70% tenham conseguido conservar a mama.

A nova casa do Centro da Mama já está a ser preparada e a mudança deverá acontecer a meados de 2020.