A proprietária dos canis de Santo Tirso tinha mais 15 cães numa casa abandonada em Valongo. Os animais foram resgatados, esta segunda-feira à tarde, por um grupo de populares.

Estavam em condições nauseabundas. Estavam em completo abandono, sem comida, sem água, sem acesso ao exterior. Sem qualquer tipo de cuidado de qualquer ser vivo”, descreveu uma popular, em declarações à TVI.

Ao contrário do que aconteceu este domingo, em Santo Tirso, por se tratar de uma casa abandonada, a GNR não impediu o acesso dos populares ao local.

VEJA TAMBÉM:

O alerta para a possibilidade de a mesma proprietária dos canis de Santo Tirso ter mais animais, na casa onde habita e numa propriedade abandonada, depressa se espalhou e vários populares se mobilizaram e se juntaram esta segunda-feira, no local.

Ela tem lá animais e todos de raça”, garantiu um popular à reportagem da TVI, referindo-se à casa onde mora a proprietária dos canis.

Isto começa a ser doentio e, se calhar começa a ser a altura de se tomarem medidas para se parar esta senhora. Foi lá em cima [Santo Tirso] ontem, é esta casa hoje, é aquela casa com cães, é a casa da mãe com cães… mas quem tutela isto não pode fazer nada?”, acrescentou o mesmo popular.

A Câmara Municipal de Valongo foi alertada para a situação e o veterinário municipal esteve no local, onde examinou os animais. O responsável assegurou que a autarquia desconhecia a existência de animais nesta casa. Os animais não tinham chip e, entre os animais resgatados, estava uma cadela grávida.

Existem muitos animais, mas existem poucos donos responsáveis. A legislação é muito branda em alguns capítulos e a fiscalização por vezes também falha”, admitiu o responsável.

Não percebo qual é a lógica destas pessoas de quererem ter 200 ou 300 animais. Penso que aqui também já entra a psiquiatria e a psicologia.”

O veterinário municipal esclareceu que será a GNR a levantar o auto, uma vez que a situação configura um crime de maus tratos a animais.

O mesmo responsável acrescentou que, este domingo, esteve no resgate de animais na Serra da Agrela e fala de cães mantidos em más condições e com várias doenças.