Um emigrante português, que é doente renal e precisa de medicação diária, está desaparecido em França, desde sábado.

O alerta foi lançado por família e amigos, depois de Carlos de Carvalho, natural de Montemor-o-Novo, Évora, ter saído de casa, em Villette-D'Anthon, a cerca de 30 quilómetros de Lyon, sem os medicamentos, às 13:30 de sábado.

Segundo, ainda, a sua mulher, uma cidadã francesa, Catherine de Carvalho, as autoridades policiais de Lyon e Pont-de-Chéruy estão a investigar o desaparecimento.

Na publicação que alerta para o desaparecimento do marido, e que data de 24 de maio, domingo, às 20:02, Catherine de Carvalho pede, ainda, a quem tenha informações sobre o paradeiro de Carlos de Carvalho que entre em contacto consigo por mensagem privada.

Também no Facebook, uma mulher que se identifica como tia do português, Céu Cunha, pede a quem o encontrar que o leve "para Portugal". "A família paga", sublinhou.

Carlos de Carvalho, indica um amigo numa outra publicação na rede social, também é conhecido como Carlos Paredes. O seu nome completo é Carlos Manuel Carvalho Paredes. Tem 51 anos, vive há 18 anos em Lyon, e é doente renal, tendo apenas um rim que funciona a 20%, segundo informação da família.

Redação / CM