Actualizada às 12:50

Pedro Namora, ex-aluno da Casa Pia, disse, esta quarta-feira, no «Diário da Manhã» da TVI, que não estranha as declarações de Carlos Silvino à revista «Focus», porque garante ter recebido um telefonema de Bibi a dizer que ia mudar de estratégia.

«No dia 3 de Setembro, no dia em que foi lido o acórdão, à noite, recebi um telefonema do senhor Carlos Silvino, dizendo que ele é que tinha apanhado a pena grande e que agora ia inverter completamente as suas declarações», disse o advogado e antigo aluno da Casa Pia, em directo, na TVI.

«Sobretudo, o que me preocupa é que as vítimas, que estão sem protecção, possam vir agora a ser perseguidas e atacadas», sublinhou Pedro Namora.

Mais tarde, numa entrevista presencial à TVI, Namora precisou que há vítimas que têm sido abordadas. «Sei que nos últimos dias, não apenas testemunhas, mas os próprios assistentes, as vítimas, têm sido perseguidas, têm tentado chegar junto delas no sentido de conseguirem mais declarações como estas [as de Bibi]», disse.

Sobre os próximos passos, o antigo aluno da Casa Pia disse confiar nos juízes do Tribunal da Relação. «São juízes experientes e seguramente perceberam que aos arguidos portugueses é conferido o direito de mentir e não se deixam perturbar por este tipo manobra», disse.

Pedro Namora disse ainda, na entrevista presencial à TVI, que a entrevista da Bibi não merece qualquer tipo de credibilidade. «Toda a gente sabe que os pedófilos são mentirosos experientes», sublinhou.

Catalina Pestana: desmentido de «Bibi» é uma «uma encenação patética»

Pedro Namora espera que se investigue aquilo que considera que são mentiras e encenações.
Redação / MM