Notícia atualizada às 15h00

As buscas para encontrar o corpo do pescador que desapareceu no domingo em Aljezur mantêm-se, depois desta manhã o corpo ter sido avistado próximo do local da queda e desaparecido de seguida, disse à Lusa fonte da Autoridade Marítima.

Segundo o capitão do porto de Lagos, o corpo foi avistado às 08h25 por elementos da Polícia Marítima que estavam em terra, mas os tripulantes da lancha salva vidas mobilizada para tentar recuperá-lo não chegaram a tempo de o alcançar.

As autoridades deslocaram para o local uma lancha rápida para tentar recuperar o corpo, mas sem sucesso, já que as condições do mar não permitiram que os tripulantes se aproximassem da zona do avistamento.

De acordo com o comandante Santos Pereira, a lancha rápida não conseguiu dobrar o cabo e regressou a Lagos, tendo a lancha salva vidas envolvida nas buscas sido também desmobilizada devido ao nevoeiro e às condições do mar.

As buscas prosseguem agora em terra com a colaboração dos Bombeiros de Aljezur, adiantou aquele responsável.

Durante todo o dia de domingo, as autoridades tentaram localizar sem sucesso o pescador, de 50 anos, nacionalidade ucraniana e residente em Lagos, que terá sido arrastado por uma onda e caído de uma altura de seis metros.

As buscas envolveram no primeiro dia um helicóptero da Força Aérea e operacionais em terra e por mar, com uma fragata da Marinha e uma lancha salva vidas do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), que estiveram no local até ao por do sol.
Redação