Uma grua caiu este sábado em cima de algumas habitações na rua da Corticeira, zona das Fontainhas, na cidade do Porto, mas não há feridos a registar até ao momento, disse fonte dos Bombeiros Sapadores do Porto.

Em declarações à agência Lusa, fonte dos Bombeiros Sapadores do Porto disse que o alerta para a queda de uma grua na rua da Corticeira foi dado às 13:43 e que “não há feridos a registar”.

A grua que caiu provocou o desalojamento de uma família e danos em nove casas, adiantou à Lusa fonte do Comando Distrital de Operação de Socorros (CDOS) do Porto.

Uma família com três elementos ficou com a casa sem condições de habitabilidade, nove habitações foram afetadas e não houve feridos, disse à agência Lusa a mesma fonte, referindo que “três das casas estavam devolutas” e que as restantes seis casas eram habitadas.

No local da queda da grua, na freguesia da Sé, estão os Sapadores de Bombeiros do Porto, PSP, INEM e Proteção Civil do Porto e Polícia Municipal.

Fonte da PSP adiantou à Lusa que a grua estava a ser operada junto de “um prédio em reconstrução”, mas ainda “não há explicações para o sucedido”.

As autoridades estão a averiguar se as [restantes] habitações têm condições de habitabilidade devido aos danos causados pela grua”, disse a mesma fonte.

É o segundo acidente com gruas da mesma empresa no espaço de dois meses, no Porto.

Rui Moreira quer investigação sobre as gruas instaladas na cidade

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, deslocou-se ao local e prometeu que vai pedir uma investigação sobre as gruas instaladas na cidade, avisando ainda que vai pedir ao Governo alteração das regras das licenças destes equipamentos: Iremos tomar medidas no sentido de, por um lado, pedir ao Governo a alteração das regras que se aplicam nestas situações e, por outro lado, vou dar ordem à fiscalização para investigar tudo aquilo que se passa com as gruas que estão instaladas na cidade do Porto”.

Moreira mostrou-se preocupado que “num curto espaço de tempo” tenham caído duas gruas no Porto instaladas em espaço privado.

Pela segunda vez sucessiva há um problema e, portanto, nós iremos tomar medidas”. [A grua que hoje caiu] tinha licença para funcionar, [através de] uma empresa licenciada [para o efeito]. Mas a verdade é que se verificou pela segunda vez, e não vai haver terceira, que as condições não estão garantidas”.