Um casal foi encontrado morto esta quinta-feira, em casa, na Póvoa de Varzim. A informação foi confirmada à TVI pelo comandante dos Bombeiros da Póvoa de Varzim, Francisco Nova.

A informação que foi inicialmente avançada, era de que as vítimas, de 80 e 86 anos, e que viviam na fregesia da Estela, teriam morrido devido a uma intoxicação provocada por uma fuga de gás. No entanto, o repórter da TVI no local, referindo-se a fonte da GNR, foi informado que essa hipótese tinha sido descartada. Neste momento, a hipótese mais credível é de que o casal terá morrido devido à inalação de monóxido de carbono, uma vez que o homem tinha por hábito deixar o carro a trabalhar na garagem durante toda a noite. 

O alerta foi dado por uma vizinha, que costumava visitar o casal à hora de almoço e que estranhou ninguém responder à porta.

Em declarações à TVI, essa vizinha disse que não acreditava que tivesse sido uma intoxicação por inalação de gás porque "o gás à noite está sempre fechado"

Os bombeiros da Póvoa de Varzim e a GNR foram mobilizados para o local. Porém, quando a GNR arrombou a porta de casa, deparou-se com um dos elementos do casal envolto em sangue e chamou de imediato a Polícia Judiciária. 

O casal terá morrido na quarta-feira à noite, quando estava a jantar. Ainda havia comida na mesa, quando as autoridades chegaram ao local.

Sofia Santana Pedro Reis / notícia atualizada às 17:01