Portugal regista esta quinta-feira mais nove mortes e 3.269 novos casos de covid-19, segundo o boletim divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Trata-se do segundo dia consecutivo com mais de três mil casos, havendo ainda um acréscimo no número de óbitos, que não era tão alto desde abril.

Nos hospitais há agora 599 pessoas internadas (menos quatro), das quais 136 estão em unidades de cuidados intensivos (mais seis).

Em Lisboa e Vale do Tejo registaram-se 1.574 casos, 48% do total nacional. Foi também naquela região que se registaram a maioria das mortes (sete).

As nove mortes nas últimas 24 horas ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (7), na região Norte (1) e na região Centro (1).

No que respeita às faixas etárias seis das vítimas mortais tinham mais de 80 anos e três entre os 70 e os 79.

Do total de 3.269 novos casos nas últimas 24 horas, 319 foram crianças entre os 0 e os 09 anos, 485 entre os 10 e os 19, 830 entre os 20 e os 29 anos, 595 entre os 30 e os 39 anos, 527 entre os 40 e os 49 anos, 234 entre os 50 e os 59 anos, 152 entre os 60 e os 69 anos, 82 entre os 70 e os 79 anos e 40 com mais de 80 anos.

Os dados divulgados pela DGS mostram também que há mais 1.605 casos ativos, totalizando 41.863 e que 1.655 pessoas foram dadas como recuperados nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 840.297 recuperados.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.135 pessoas e foram registados 899.295 casos de infeção.

As autoridades de saúde têm em vigilância nas últimas 24 horas mais 1.812 pessoas, totalizando 68.867.

A região de Lisboa e Vale do Tejo com a notificação de 1.574 novas infeções, contabiliza até agora 350.282 casos e 7.292 mortos.

Na região Norte foram registadas 934 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 350.771 casos de infeção e 5.371 mortes desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 279 casos, acumulando-se 123.792 infeções e 3.029 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 109 casos, totalizando 31.543 infeções e 973 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve o boletim revela que foram registados 318 novos casos, acumulando-se 26.457 infeções e 366 mortos.

A região Autónoma da Madeira registou 14 casos, somando 10.032 infeções e 70 mortes devido à covid-19 desde março de 2020.

Os Açores têm 41 novos caso contabilizando 6.418 casos e 34 mortos desde o início da pandemia.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 410.663 homens e 488.127 mulheres, mostram os dados da DGS, segundo os quais há 505 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 8.996 eram homens e 8.139 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Do total de mortes, 11.246 eram pessoas com mais de 80 anos, 3.660 com idades entre os 70 e os 79 anos, 1.542 tinham entre os 60 e os 69 anos, 472 entre os 50 e os 59, 155 entre o 40 e os 49, 33 entre os 30 e os 39, 12 entre os 20 e os 29, dois entre os 10 e os 19 e dois entre os 0 e os 9 anos.

Quanto às infeções o boletim revela que do total de 896.026 pessoas infetadas desde o início da pandemia, 50.946 tinham entre os 0 e os 9 anos, 85.939 entre os 10 e os 19 anos, 133.124 entre os 20 e os 29 anos, 131.138 entre os 30 e os 39 anos, 149.348 entre os 40 e os 49 anos, 130.785 entre os 50 e os 59 anos, 89.361 entre os 60 e os 69 anos, 57.528 entre os 70 e os 79 anos e 70.521 com mais de 80 anos.

António Guimarães