Um homem de Penafiel submeteu a mulher a "violentas agressões" físicas e sexuais ao longo de 13 anos, relata esta sexta-feira a GNR, dando conta de que a vítima chegava a esconder-se em armários para se livrar do agressor.

Escondeu-se inúmeras vezes em armários para que não fosse agredida física e sexualmente, tendo sido arrastada pelos cabelos até ao quarto, pelo suspeito, para consumação de atos sexuais”, refere a GNR, que deteve o homem durante uma operação realizada na quarta-feira pelo seu Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas.

Em comunicado, aquela força policial precisa que a mulher “chegou mesmo a refugiar-se em anexos da casa da família, sem condições mínimas de habitabilidade, onde passou a residir até à presente data”.

O homem, de 65 anos, casou-se há quatro décadas com a vítima, de 62, e as agressões persistiam desde 2007.

A GNR apreendeu ao suspeito um revólver, uma pistola alterada, duas armas de fabrico artesanal, de vários calibres e quatro armas brancas.

Na sequência do primeiro interrogatório judicial, realizado quinta-feira no Tribunal de Instrução Criminal de Marco de Canaveses, o arguido foiçou proibido de permanecer na habitação do casal e inibido de contactar por qualquer forma com a vítima.

Para o efeito, será vigiado por pulseira eletrónica, determinou o tribunal.

/ AG