A GNR de Castelo Branco resgatou, esta terça-feira, uma tartaruga-de-esporas-africana (Centrochelys sulcata) que se encontrava na berma da estrada, na localidade de Palvarinho.

Segundo a GNR, em comunicado, os elementos do Núcleo de Proteção Ambiental foram alertados por um popular que o animal se encontrava na berma da estrada.

No seguimento da ação, os elementos deslocaram-se para o local e resgataram o animal, que aparentava estar bem alimentado e sem ferimentos", refere a GNR.

Após as diligências policiais, os proprietários foram identificados, tendo sido elaborado um auto de contraordenação por falta de certificado CITES e por o animal não estar marcado.

A GNR recorda que, tratando-se de uma espécie não autóctone com poucos predadores naturais em Portugal, a tartaruga-de-esporas-africana reproduz-se muito facilmente em estado selvagem, podendo tornar-se um fator de ameaça para a sobrevivência das tartarugas autóctones, uma vez que estão a competir pelo mesmo alimento, e porque podem alterar a genética das restantes espécies", alertam ainda as autoridades.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais, apelando à denúncia de situações de âmbito ambiental. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Rafaela Laja