A GNR de Castelo Branco deteve um homem, de 72 anos, por "posse de várias armas ilegais e de detenção proibida", entre as quais uma Kalashnikov. 

O suspeito foi detido na quarta-feira, "no âmbito de uma investigação, que decorria há cerca de seis meses, devido à suspeita de um indivíduo caçar ilegalmente", esclarece a GNR em comunicado divulgado nesta quinta-feira

A GNR deu cumprimento a um mandado de busca domiciliária, tendo os militares encontrado na residência do suspeito armas para as quais o mesmo não possuía licença ou qualquer documentação, assim como outras cuja a posse é ilegal, como é o caso de armas consideradas de guerra", indica a Guarda, referindo-se, neste último caso, à espingarda automática AK-47.

Além da Kalashnikov, os militares apreenderam, ainda, duas caçadeiras, duas armas de ar comprimido, 141 cartuchos e duas munições (calibre 7,62 mm), três sabres, uma arma branca designada por faca de borboleta e 18 laços de cabos de aço (utilizados para caçar, sendo este um método ilegal). 

Esta ação contou com o empenhamento do Núcleo de Proteção Ambiental e de um binómio cinotécnico de deteção de armas.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório, no Tribunal Judicial de Castelo Branco, ainda hoje.