A Polícia Judiciária de Lisboa deteve um jovem predador sexual, de 18 anos, suspeito de ataques a pelo menos três crianças no colégio Maristas de Carcavelos.

Todas as vítimas são rapazes, sendo que o suspeito foi monitor na instituição até há um mês, sendo que já estava afastado do colégio aquando das denúncias.

O abusador exercia funções de auxiliar de ação educativa, técnico de informática e audiovisuais, para além de formador de atividades de enriquecimento curricular naqueles estabelecimentos, tendo aproveitado a proximidade e a confiança que mantinha com as crianças para assim consumar os atos ilícitos, os quais decorreram entre os meses de setembro e novembro passados", refere o comunicado das autoridades.

Adicionalmente trabalhava também na catequese e nos escuteiros. As autoridades acreditam que o suspeito abusado de mais de dez vítimas.

As crianças têm entre os 7 e os 11 anos, com o caso a ter sido denunciado por pais dos alunos.

A Polícia Judiciária foi chamada a investigar o caso no colégio e encontrou mais vítimas quando se apercebeu da ligação do suspeito aos escoteiros e à catequese.

O suspeito acabou por ser detido e está em prisão preventiva.

Henrique Machado