A PSP do Porto divulgou, este domingo, que pôs fim a uma festa ilegal que decorria num centro comercial, na Baixa da cidade, tendo detido uma pessoa e identificado 57, por violação do dever geral de recolhimento no âmbito da pandemia da covid-19.

Em comunicado, a PSP do Porto aponta que um dispositivo de segurança se deslocou esta madrugada à Rua de Santa Catarina, no ‘coração’ da cidade, após denúncia cerca das 03:30, tendo comprovado “a realização de um evento ilegal”.

Já fonte do Comando Metropolitano do Porto, contactada pela Lusa, especificou que “a festa decorria no interior de um café snack-bar do Centro Comercial Rio” e que “o barulho era audível do exterior”.

Na sequência da operação, a PSP deteve uma pessoa por resistência e coação a agentes da autoridade e identificou 57 cidadãos.

Em causa a desobediência do dever geral de recolhimento domiciliário, no âmbito das medidas de controlo da pandemia da covid-19.

Já o promotor do evento foi notificado e obrigado a encerrar o estabelecimento devendo incorrer numa multa, disse fonte da PSP, superior a 1.000 euros.

Já as multas aplicadas aos participantes na festa ilegal podem ir dos 100 aos 200 euros.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.100.659 mortos no mundo, resultantes de mais de 146,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.965 pessoas dos 834.442 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ NM