A cerimónia fúnebre do ator Pedro Lima, que morreu no sábado aos 49 anos, realiza-se esta terça-feira à tarde em Cascais, revelou a agência funerária Servilusa.

De acordo com a empresa, o velório público do ator decorrerá entre as 18:00 e as 19:00 desta terça-feira no Hipódromo de Cascais, seguindo-se uma cerimónia no Centro Funerário de Cascais reservada à família.

O ator Pedro Lima foi encontrado sem vida no sábado, na Praia do Abano, em Cascais.

Veja também:

Pedro Lima nasceu em Luanda em abril de 1971, fixou-se em Portugal, mas manteve a dupla nacionalidade que lhe permitiu representar o país natal em provas de natação de alta competição. Foi atleta olímpico, por Angola, nos Jogos de Seul (1988) e de Barcelona (1992), nos estilos livres e de mariposa.

A carreira como ator remonta a 1997, quando já era modelo, atleta de alta competição e apresentador do Magacine da RTP2, depois de ter passado pelo curso de Engenharia Mecânica no Instituto Superior Técnico.

Ator que se tornou popular pela televisão, sobretudo em telenovelas, Pedro Lima representou também em teatro, trabalhando em companhias independentes como os Artistas Unidos, a Companhia de Teatro de Almada e o Teatro Aberto, em produções de Filipe La Féria e do Teatro Villaret.

Nos primeiros anos 2000 teve ainda a produtora Prati, numa parceria com Raul Solnado.

Deu vida a personagens de dramaturgos como Samuel Beckett, David Mamet, Tom Stoppard, August Strindberg e Anton Tchekhov, entrou no cinema de Carlos Saboga, Nicolau Breyner e Joaquim Leitão, mas foi através de telenovelas e séries filmadas que o grande público fixou o seu rosto.

Foram mais de três dezenas de produções televisivas, entre séries e telenovelas como "Amar Depois de Amar", "A Herdeira", "Beijo do Escorpião", "Destinos Cruzados", "Fala-me de Amor", "Ninguém Como Tu", "Inspector Max", "Coração Malandro", "Todo o Tempo do Mundo", "Major Alvega", "Os Lobos" ou "Os Jornalistas". Atualmente estava a fazer a telenovela "Amar Demais" para a TVI.

/ CE