A CGTP-IN fez esta quinta-feira um balanço negativo dos quatro anos de Governo do primeiro-ministro, José Sócrates, e apelou à «unidade e solidariedade» dos trabalhadores para que participem na manifestação de sexta-feira.

Com a primeira manifestação nacional do ano, em defesa de novas políticas económicas e sociais, o secretário-geral da Intersindical, Carvalho da Silva disse esperar uma adesão «igual ou superior» às grandes manifestações dos últimos anos.

A manifestação nacional tem como lema «Mudar de Rumo, mais emprego, salários, direitos» e tem como objectivo defender melhores condições de vida e de trabalho para os portugueses.

No ano passado a CGTP promoveu duas manifestações nacionais, uma em Junho e outra em Outubro, e acções de activistas sindicais (também a nível nacional) em Julho, Setembro, Outubro e Novembro.