Várias dezenas de ocorrências foram esta terça-feira registadas nos distritos do Porto, Viana do Castelo, Braga e Viseu devido à chuva intensa e vento forte, mas sem registo de feridos, disseram à Lusa fontes da Proteção Civil.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto, na noite desta terça-feira foram registadas, até cerca das 23:00, mais de 30 ocorrências relacionadas com o mau tempo.

Choveu com bastante intensidade e estava vento forte. As vias públicas têm muita água e recebemos alertas de várias ocorrências relacionadas com inundações ou queda de árvores”, disse a fonte do CDOS, assinalando que não existem feridos ou danos avultados a registar.

A mesma fonte acrescentou, pouco depois das 23:00, que os meios continuavam na rua a responder a alertas em diversos locais do distrito do Porto.

Também em Viana do Castelo o mau tempo causou inundações e queda de árvores, com as organizações de socorro a responderem a dezenas de alertas.

A chuva e o vento causaram inundações nas vias públicas e garagens, quedas de árvores e estruturas. Temos registo de cerca de meia centena de ocorrências, com algumas ainda em aberto, mas sem feridos ou desalojados”, adiantou fonte do CDOS de Viana do Castelo, cerca das 23:15.

Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, existem também informações de várias ocorrências nos distritos de Braga e Viseu devido ao mau tempo.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera emitiu hoje um comunicado devido aos efeitos da depressão Beatriz, que está centrada a noroeste das ilhas Britânicas, afetando Portugal, em especial as regiões Norte e Centro, para a noite de hoje que se prolonga até quarta-feira.

Para estas regiões, a passagem desta superfície frontal fria irá originar chuva persistente. O vento será moderado a forte no litoral, com rajadas até 80 quilómetros por hora, e forte nas terras altas, com rajadas que serão da ordem de 100 quilómetros por hora”, explicou o IPMA em comunicado.