A chuva forte originou 16 ocorrências nos Açores, durante este domingo, grande parte das quais na ilha de São Miguel, relacionadas com "inundações em vias e habitações", mas "sem necessidade de realojar pessoas".

A informação foi avançada à agência Lusa pelo Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, especificando que "na ilha de São Miguel foram registadas 10 ocorrências, três em Santa Maria, uma nas Flores, uma na Terceira e uma em São Jorge".

"Em São Miguel, Santa Maria, Flores e Terceira as ocorrências estiveram relacionadas com inundações em vias e habitações. Já em São Jorge há o registo da queda de uma árvore", adiantou a mesma fonte.

Segundo a Proteção Civil, "nos locais para apoio e resolução das ocorrências têm estado elementos dos bombeiros, dos Serviços Municipais de Proteção Civil e da Direção Regional das Obras Públicas e Transportes Terrestres".

A Proteção Civil dos Açores adiantou ainda que "não houve necessidade de realojar pessoas" e estas ocorrências "não terão causado danos materiais significativos".

Ao início da tarde deste domingo, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou para laranja o aviso meteorológico emitido para os Açores, por causa da previsão de chuva, por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada, nos grupos Central e Oriental.

Assim, o IPMA colocou sob aviso laranja as ilhas dos grupos Oriental (São Miguel e Santa Maria) e Central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial) até às 08:00 locais (09:00 em Lisboa) de segunda-feira.

O aviso laranja é o terceiro numa escala de quatro de avisos meteorológicos e representa uma situação meteorológica de risco moderado a elevado.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) alertou este domingo para a possibilidade de valores acumulados de precipitação entre 20 a 40 litros por metro quadrado numa hora "em algumas zonas dos grupos Central e Oriental" dos Açores.

Num comunicado enviado esta tarde às redações, a delegação dos Açores do IPMA explica que "a depressão com um sistema frontal associado, que tem afetado o estado do tempo nas últimas horas em todas as ilhas do arquipélago, está a intensificar-se".

/ NM